Buscar

Programação do Círio ganha segunda edição do Festival Lambateria



Evento vai reunir grandes nomes da música paraense em dois dias de programação

Nos dias 11 e 12 de outubro, Belém vai sediar a segunda edição do Festival Lambateria no Círio, festival de música latino-amazônica, que, este ano, terá artistas como Gaby Amarantos, Lia Sophia, Arraial do Pavulagem e Arthur Espíndola. A venda dos ingressos promocionais começam neste domingo, 22 de julho, pela internet.

Realizado em um dos meses mais movimentados de Belém, o Círio, o Festival reúne as novidades e destaques da música paraense que vêm ganhando espaço na cidade e no Brasil. Nesta edição, serão dois dias de evento. Artistas consagrados como Pinduca vão dividir o palco com artistas da nova geração como Mastodontes, Liège e Orquestra Pau e Cordista de Carimbó.

“A Lambateria já está no calendário cultural da cidade, é parada obrigatória pra quem quer conhecer as novidades da cena e artistas com trabalhos consolidados. Em outubro, quando Belém fica em evidência por conta do Círio, nosso Festival funciona como uma grande vitrine com diferentes recortes da nossa música. É um resumo do que realizamos na festa ao longo do ano. Nosso line up, vai dos novos e maravilhosos Mastodontes ao rei Pinduca, que foi um dos shows mais festejados na edição passada”, explica Félix Robatto, artista e um dos idealizadores do Festival.

Enquanto em 2017, em apenas um dia, o Festival reuniu sete shows e 11 atrações, a segunda edição será dividida em dois dias. O primeiro será realizado no La Musique, onde a festa Lambateria vem sendo realizada desde março. Na quinta, 11, a festa abre com o show da Orquestra Pau e Cordista de Carimbó, que surgiu em agosto de 2016 na própria festa. Para a noite de abertura, a Orquestra contará com a participação de um dos ícones de outro popular gênero musical brasileiro: o Samba. Arthur Espíndola fará uma participação especialíssima no show da Orquestra mostrando que Samba e Carimbó podem tocar na mesma roda. O segundo show da noite será uma grande homenagem ao criador da Guitarrada e um dos inspiradores da festa: Mestre Vieira. A banda “Filhos do Mestre Vieira”, formada pelos filhos músicos do guitarrista, estarão na programação que faz uma grande homenagem a esse que é um dos grandes gênios da música brasileira e que faleceu ano passado. Encerrando a noite, os “parapernambucanos” da banda Dirimbó apresentam a mistura do Carimbó com os gêneros de Recife como o Frevo, resultando em um gingado quente do Pará e de Pernambucano. A noite contará ainda como show de Félix Robatto e seu Conjunto e, na discotecagem, os DJs Zek Picoteiro, Will Love (produtor musical e integrante da Gang do Eletro), Raul Bentes e Rebarbada.

Na sexta, 12, a programação se muda para a beira do rio: a casa de show Insano Marina Club recebe uma maratona de shows que vai começar cedo, com o por do sol. A lista é extensa: Gaby Amarantos, Lia Sophia, Pinduca, Arraial do Pavulagem, Strobo, Keila, Félix Robatto com participação especialíssima de Sammliz, Fruto Sensual e o explosivo Mastodontes que recebe a talentosa Liège. Na discotecagem, DJ Zek Picoteiro, Raul Bentes e Pequí, que vem a Belém para tocar sua playlist paraense que vem conquistando Goiás.

O Festival Lambateria de Cultura Paraense mistura música, dança e uma feirinha gastronômica para que o público possa mergulhar na cultura do Estado. Este ano, serão dez expositores que vão oferecer ao público delícias da nossa culinária e também lojinhas com produtos de artistas do Estado.

Nova cena – Ao lado de artistas consagrados como Arraial do Pavulagem e Pinduca, o Festival recebe nomes que, apesar de mais jovens, já conquistaram seu espaço e respeito do púbico. É o caso do bando Mastodontes, considerado um dos melhores shows do ano. Formado por 12 artistas de diferentes linguagens como teatro e audiovisual, o grupo tem uma performance contagiante que ytambém convida a refletir sobre uma sociedade menos violenta e segregadora, menos preconceituosa, homofóbica, misógina e transfóbica. Uma proposta que se assemelha ao trabalho da cantora e compositora Liège, cujo trabalho autoral vem se destacando na cidade e no Brasil (depois de uma turnê nos Estados Unidos, a artista se prepara para uma turnê em São Paulo no segundo semestre desse ano). No show de abertura da sexta-feira, 12, o bando Mastodontes contará com a participação da artista e, juntos, prometem abrir a programação apresentando o talento e inovação de uma nova geração da cena da cidade.

A festa – Criada em junho deste 2016, a Lambateria caminha para a 110ª edição, quase ininterrupta (a festa parou apenas por duas semanas quando se mudou do Fiteiro para o La Musique, nova casa). Ao longo desses dois anos, cerca de 1.000 artistas já se apresentaram para um público de mais de 20 mil pessoas. A festa de música paraense é realizada toda quinta-feira no La Musique, em Belém, se firmou como programação cultural da cidade e, em seu aniversário de dois anos, recebeu artistas como Gretchen e Gaby Amarantos. Pelo palco, já passaram grandes artistas que representam a música paraense como Lia Sophia, Dona Onete, Felipe Cordeiro, Pinduca, Gang do Eletro, Strobo, Lucas Estrela, Mestre Solano, Aíla, Orquestra Pau e Cordista de Carimbó, Nazaré Pereira, Arthur Espíndola, Lucinnha Bastos, Nelsinho Rodrigues, Kim Marques, Nanna Reis, Os Dinâmicos, a primeira banda do Mestre Vieira, Jeff Moraes, Na Cuíra pra Dançar, André Coruja, La Pupuña, Liège, Nanda Miranda, Mega Pop Show, Rebeca Lindsay, Nanna Reis, Alfredo Reis, Carla Maués, Bruno BO, Los Bregas, Bruno Benitez, além dos DJs DJs Raul Bentes, Will Love e Azul. Entre as atrações nacionais estão Orquestra Contemporânea de Olinda (PE) + Emília Monteiro (DF) + Flávio Renegado (BH) + Dj Nada (Brasília) + DJ Damon Meyer (RS) + DJ Pequí (GO) + Figueroas (AL).

Além de música, a festa apresenta clipes e trabalhos de artistas visuais paraenses nos telões da casa para que o público possa se aprofundar na cultura do Estado.

Idealizada pelo guitarrista e produtor musical Félix Robatto, a festa tem relação com seu trabalho de pesquisa sobre a música latino-amazônica. Depois de produzir os discos “Treme” de Gaby Amarantos indicado ao Grammy Latino e o último trabalho de Lia Sophia, Robatto lançou a festa quando se preparava para lançar o segundo disco solo: “Belemgue Banger”, que é resultado de sua pesquisa sobre as origens da Lambada. “Eu já realizava uma festa semanal de música paraense, mas queria fazer algo mais completo, que pudesse reviver os climas dos bailes dançantes do Estado. Foi assim que surgiu a Lambateria”, relembra o músico.

Economia Criativa – A Lambateria é um modelo de negócio de economia criativa que se mostra economicamente viável. Realizado há 65 semanas ininterruptas, a festa não possui patrocínio e paga todas as quatro atrações da noite, além da equipe que trabalha na segurança e bilheteria, com a renda arrecadada na bilheteria da casa. Um exemplo do potencial da música dentro da economia criativa.

Sobre as atrações do Festival

Arraial do Pavulagem – A banda Arraial do Pavulagem é a continuidade da reunião de músicos que deu início ao projeto 1987 e traz em seu repertório o resultado da pesquisa musical de ritmos e linguagens sonoras que os integrantes realizam desde os anos 80, além de canções clássicas do grupo que já fazem parte do imaginário popular das festas juninas de Belém. Com oito discos lançados, um DVD e um livro de partituras com boa parte da obra musical, o grupo lança em 2018 o nono disco, “Caeté Camará”, revisitando ritmos, instrumentos e sonoridades que marcaram os mais de 30 anos de estrada. Mais em: http://pavulagem.org/

Arthur Espíndola - cantor, compositor e instrumentista, Arthur é um dos grandes nomes do Samba paraense que vem ganhando seu espaço e reconhecimento em todo o Brasil por trabalhos como o Amazônia Samba, série no formato de minidocumentário que conta a história do samba produzido por compositores da Amazônia. Mais em: https://www.facebook.com/arthurespindola.samba/

Banda Filhos do Mestre Vieira – como o próprio nome diz, é formada pelos filhos do criador da Guitarrada, Mestre Vieira, que acompanhavam o guitarrista nos últimos shows antes de falecer ano passado. Além das músicas de Vieira, a banda traz no repertório clássicos de Lambada, Cumbia, Bregas e Boleros.

Dirimbó – O quarteto formado por pernambucanos e um paraense vem rodando o Brasil misturando Carimbó, Lambada e Guitarrada do Pará ao Forró e Frevo de Recife, mostrando que a mistura dos nossos gêneros com outros brasileiros só ganham no suingue. Mais em: https://www.facebook.com/bandadirimbo/

Félix Robatto – idealizador da Lambateria, é um pesquisador de música latino-amazônica que lançou em 2016 o segundo álbum solo “Belemgue Banger”, resultado de sua pesquisa sobre as origens da Lambada. Seu repertório dançante é repleto de Lambadas, Guitarradas, Cumbias, Merengues, Carimbós e Bregas, além de músicas autorais como “Eu quero Cerveja”, “Seu Godofredo” e “A Gente Chama de Lambada”. Mais em: www.felixrobatto.com

Fruto Sensual – comandada pela rainha Valéria Paiva, a banda Fruto Sensual traz sucessos que ultrapassam gerações. “Príncipe Negro”, “Está no Ar”, Itamaraty” e “Pop Som” são apenas alguns dos hinos cantados pela rainha das aparelhagens e que estarão no repertório da banda. Mais em: https://www.facebook.com/Banda-Fruto-Sensual-292708454404386/

Gaby Amarantos – A artista, que hoje é uma das apresentadoras do programa “Saia Justa” no canal GNT, traz um repertório especial com clássicos de sua antiga banda Tecnoshow, músicas de seu primeiro disco “Treme” e o seu mais novo single “Sou + eu”. Mais em: https://www.facebook.com/gabyamarantos/

Keila – Após sair da Gang do Eletro no ano passado, Keila mergulhou em sua carreira solo e vem chamando atenção com o novo trabalho solo que mistura os ricos e diversos sons da periferia. Sua música de trabalho “Vai Tremer” é uma parceria dela com os baianos Felipe Pomar e MannoLipe. Mais em: https://www.facebook.com/keilagentil

Lia Sophia – Com o álbum “Não Me Provoca”, o quinto da carreira, que tem direção musical de Pedro Luís, a artista foi indicada na categoria Melhor Cantora do 29° Prêmio da Música Brasileira, ano Luiz Melodia. Para o show do Festival, as músicas novas dividirão espaço no repertório com clássicos como “Amor de Promoção” e “Ai Menina”. Mais em: http://liasophia.com.br/

Liège – Apontada como uma grande promessa da nova safra da música paraense, Liège mescla pop rock com MPB e ritmos regionais em músicas que misturam letras inteligentes, crítica e bom humor. Em 2016, lançou o EP virtual “Filho de Gal”, com composições fortes e arranjos modernos. Em 2018, lançou o clipe da música “Cabelo” e o single “Puta Santa Mulher”.

Mais em: www.liegemusica.com.br

Mastodontes - Formado por 12 artistas de diferentes linguagens como teatro e audiovisual, o grupo tem uma performance contagiante que também convida a refletir sobre uma sociedade menos violenta e segregadora, menos preconceituosa, homofóbica, misógina e transfóbica. Vão abrir a programação do dia 12 com participação de Liège.

Mais em: https://www.facebook.com/bandomastodontes/

Orquestra Pau e Cordista de Carimbó - projeto comandado pelo maestro Douglas Dias, que reúne 14 músicos e todos os naipes de instrumentos de pau e corda que compõem um grupo de Carimbó, também surgiu na festa e cumprindo extensa agenda na cidade, incluindo participações no Festival Se Rasgum e no festival de percussão Repercurte, realizado no Theatro da Paz que teve entre as atrações o grupo Barbatuques. Mais em: https://www.facebook.com/opccarimbo/

Pinduca – considerado o “Rei do Carimbó”, do alto de seus 80 anos é autor de grandes sucessos desse gênero que é a cara do Pará. Na edição passada, foi um dos momentos mais enérgicos do Festival. Mais em: https://www.facebook.com/pinduca.carimbo

Sammliz – grande referência do rock paraense, circulou o Brasil a frente da banda Madame Saatan por onze anos. Em 2016, lançou carreira solo com o disco “Mamba” que apareceu nas principais listas de melhores lançamentos nacionais do ano. Mais em: http://www.sammliz.com.br/

Strobo – duo de música instrumental/eletrônica que alia à música instrumental uma roupagem pop, utilizando a tecnologia para misturar timbres sintéticos e acústicos sem restrição que traz influência de elementos da house music e do rock. Mais em: https://strobomusic.com/

DJs

DJ Pequí – A goiana já se considera paraense seja pelo set ou por viver em território paraense. Realiza pelo centro do Brasil a festa Pequilada e já tocou duas vezes na Lambateria.

DJ Raul Bentes – Com um repertório composto especialmente por Bregas marcantes, DJ Raul Bentes faz discotecagem na Lambateria e é um dos responsáveis por manter o salão cheio.

DJ Rebarbada – A DJ vem tocando em eventos temáticos da festa, como o Baile de Carnaval e as festas juninas, sempre com um set dançante e rebarbado.

DJ Will Love – Produtor musical, integrante do grupo Gang do Eletro e DJ nas horas vagas. Esse é Will Love que quando assume a discotecagem coloca o público para dançar com as novidades da cena Tecnobrega e produções próprias.

DJ Zek Picoteiro – DJ oficial da Lambateria e sempre figurando na discotecagem de festas paraenses, Zek traz um repertório eclético e que passeia do clássico da música de salão paraense, a canções latinas que influenciaram nossa música até a versão mais pop da música produzida no Pará: o Tecnobrega.

Festival em Números:

2017

Dias de evento: 01

Shows: 07

Atrações: 11

Empreendedores criativos envolvidos: 5 marcas

Empregos gerados: 150

Público: 4.000

2018

Dias de evento: 02

Shows: 14

Atrações: 20

Empreendedores criativos envolvidos: 10 marcas

Empregos gerados: 200

Público esperado: 6.000

Programação Festival Lambateria

Dia 1 – Quinta-feira, 11 de outubro

Banda Filhos do Mestre Vieira

Orquestra Pau e Cordista de Carimbó + Arthur Espíndola

Félix Robatto e seu Conjunto

Dirimbó (PE)

Djs Zek Picoteiro + Raul Bentes + Will Love + Rebarbada

Dia 2 – Sexta-feira, 12 de outubro

Mastodontes + Liège

Arraial do Pavulagem

Félix Robatto + Sammliz

Strobo

Keila

Fruto Sensual

Lia Sophia

Pinduca

Gaby Amarantos

Djs Zek Picoteiro + Raul Bentes + Pequí (GO)

Serviço: O Festival Lambateria no Círio Ano 2 com Pinduca, Lia Sophia, Gaby Amarantos, Arraial do Pavulagem, Fruto Sensual, Félix Robatto, Sammliz, Strobo, Keila, Arthur Espíndola, Orquestra Pau e Cordista de Carimbó, Mastodontes, Liège, banda do Filhos do Mestre Vieira, Dirimbó (PE), DJs Zek Picoteiro, Raul Bentes, Will Love, Rebarbada e Pequí (GO) será nos dias 11 e 12 de outubro de 2018 (dia 11 no La Musique e dia 12 no Insano Marina Club - Rua São Boaventura, 268 - Cidade Velha. Ingressos para o dia 11/10: Lote promocional: R$ 15, 1º Lote: R$ 20 e ingresso inteiro: R$ 25. Ingressos para o dia 12/10: Lote promocional a R$ 30,00, 1º lote: R$ 40, 2º lote: R$ 50 e ingresso inteiro a R$ 60. Vendas antecipadas no Sympla Vendas de camarotes e ingressos físicos em breve. Informações: (91) 98026-1595 / www.lambateria.com.br. Apoio cultural: Insano Marina Club e La Musique.

Assessoria de Imprensa Lambateria – Anna Peres: (91) 98262-5650 / Sonia Ferro: (91) 98026-1595 / Email: festivallambateria@gmail.com.


Posts recentes

Ver tudo

#GuitarradaEmCasa concluída com sucesso!

Foram dias planejando, virando a madrugada pra preparar as bases e a minha primeira Live no YouTube me deixou muito feliz. Depois de uma semana muito difícil, vocês me deram alegria e força pra seguir

contatos para shows:

+55 91 98026-1595 / felix@robatto.com.br

  • Facebook - White Circle
  • Twitter - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • SoundCloud - White Circle